Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2008

IVG começa a ser um hábito como método contraceptivo

IVG começa a ser um hábito como método contraceptivoGuimarães digital, 30 Abril 2008
http://www.guimaraesdigital.comA Interrupção Voluntária da Gravidez está ser usada como método contraceptivo por algumas mulheres que recorrem à unidade de Guimarães do Centro Hospital do Alto Ave.Há mulheres que estão a usar a Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG) como um método contraceptivo. A revelação, em forma de denúncia, foi feita pelo Director do Serviço de Obstetrícia do Hospital Senhora da Oliveira. Em entrevista à Rádio Santiago, José Manuel Furtado mostrou-se preocupado com a situação.
“Desde Julho que a Interrupção Voluntária da Gravidez, por opção da mulher, está legalizada e já temos um caso de uma senhora que vai interromper a gravidez pela terceira vez e temos algumas senhoras que vão com a segunda interrupção voluntária da gravidez”, afirmou. Aquele médico não tem dúvidas “uma senhora que engravidou, porque não fazia o método contraceptivo, continua a ter o mesmo tipo de comporta…

Divórcio na hora? Paulo Marcelo, DE 080430

Paulo Marcelo 14:00Divórcio na hora?O PS diz-se empenhado em salvar o Estado Social, mas não percebeu que uma das razões da nossa crise social é a progressiva desestruturação da família.Paulo Marcelo Ao mesmo tempo que o Governo anuncia o combate ao trabalho precário, o PS no Parlamento pretende mudar o Código Civil, tornando o casamento num dos contratos mais precários do nosso sistema jurídico.

O contraste é curioso. Por um lado, defende-se o contrato de trabalho para toda a vida, exigindo a lei sempre uma justa causa objectiva para a sua cessação. O mesmo acontece com o arrendamento, onde o regime legal torna o contrato (quase) perpétuo, mesmo contra a vontade do proprietário. No casamento, pelo contrário, sem razões objectivas, para além das aparências ideológicas, os socialistas pretendem introduzir o divórcio unilateral, ou seja, mesmo contra a vontade do outro cônjuge, e apesar da violação dos deveres conjugais pela parte que pede o divórcio. Com efeito, o novo arti…

Partir o Partido?, JCdasNeves, Destak, 080430

Partir o partido?
30 04 2008 08.53H
A instabilidade no PSD faz muita gente prever que esse partido se vai partir. São tão claras as clivagens que alguns já vêem a ruptura. Será provável essa divisão?
Primeiro, é importante referir a notável resiliência do nosso espectro partidário. Mais de 34 anos após a revolução, os partidos são precisamente os mesmos das eleições de 1975. A única diferença de monta é que parte da multidão de extrema--esquerda tomou juízo e se uniu no Bloco. Fora disso, tudo está na mesma. Esta estabilidade não resulta da falta de tentativas, porque dezenas de partidos nasceram nas últimas três décadas, vários por fragmentação dos principais. Nenhum vingou.
O segundo elemento a reter é que a «cola» que mantém unido o PSD, tal como o PS, não é a ideologia nem a camaradagem. Os pequenos, incluindo CDS-PP, PCP e BE, encontram a união dentro de si mesmos. Mas os dois grandes são muito diferentes. Aí a unidade vem do poder. Não apenas da perspectiva futura de um dia ser …

Irmãs pedem direitos iguais aos de lésbicas, Isabel Stilwell, Destak, 080430

Irmãs pedem direitos iguais aos de lésbicas
30 04 2008 08.52H
Vá lá a gente compreender o mundo, e até onde chega o politicamente correcto, é o que estão certamente a pensar duas irmãs inglesas, de 90 e 82 anos, que acabam de ver a sua petição negada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. As senhoras, Joyce e Sybil Burden, que vivem juntas desde que nasceram, descobriram certo dia que quando uma delas morrer, a outra será obrigada a pagar 40% do valor da casa em impostos sucessórios.
Seria sempre uma imposição pesadíssima, mas se toda a gente tivesse a mesma obrigação, provavelmente as senhoras nunca se teriam sentido discriminadas. Simplesmente, vieram a saber que os casais de gays e lésbicas que moravam por ali perto estavam dispensados de impostos sobre a herança recebida do outro. «Não é justo. Se dissermos que somos lésbicas temos privilégios, mas se assumirmos que coabitamos há mais de oitenta anos como irmãs, o Estado penaliza-nos», protestou Joyce, ao saber ontem da deci…

EUA exemplo de "sã laicidade", 30 de Abril de 2008

Papa assegura que levou esperança de Cristo ao país da «sã laicidade»

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 30 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Ao fazer nesta quarta-feira um balanço de sua visita aos Estados Unidos, de 15 a 21 de abril, Bento XVI assegurou que procurou levar a esperança de Cristo à terra da «sã laicidade».
.....

Evocando o festiva acolhimento que lhe ofereceu o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, na Casa Branca, no dia do seu aniversário, o Papa explicou que pôde «prestar homenagem a esse grande país, que desde o início se edificou a partir de uma feliz conjugação entre princípios religiosos, éticos e políticos, e continua sendo um válido exemplo de sã laicidade».
Esta base, explicou, permite que «a dimensão religiosa, na diversidade de suas expressões, não só é tolerada, mas valorizada como ‘alma’ da nação e garantia fundamental dos direitos e dos deveres do ser humano».
Neste contexto, reconhece, «a Igreja pode desempenhar com liberdade e compromisso sua missão de …

O que aconteceria se o Miguel me abandonasse, com a nova Lei do Divórcio? Thereza Ameal, 080429

Consulte a Agenda do Povo em: http://o-povo.blogspot.com/ Amigos, O Colóquio sobre a Nova Lei do Divórcio na Universidade Católica foi adiado do dia 29 de Abril para 14 de Maio à mesma hora, por razões de agenda. Oportunamente divulgaremos o novo cartaz e entretanto pedimos que vão divulgando. E para dar uma ideia do que esta nova Lei pode fazer, aqui vai um pequeno artigo: Pois é, o nosso governo decidiu fazer uma lei do "divórcio fácil,rápido e barato". Só é pena que não dê milhões. O casamento passa a ser um contrato com menos garantias do que o que fiz com a Vodafone, e os mais frágeis (neste caso eu, e na maior parte das vezes as mulheres) ficam sem qualquer protecção. Os filhos tornam-se oficialmente armas de arremesso entre os cônjuges (infelizmente já há tendência para isso mas até aqui uma entidade reguladora e independente intervinha, agora os pais que se organizem). Só para dar um exemplo, vou contar um caso hipotético: o meu. Tenho 45 anos. No início da minha vida de c…

Liberdade para o Tibete

Imagem
Oooops!

Apresentação do livro "Portugal e os Portugueses", D. Manuel Clemente, 29 Abril, 19:00, Lisboa

Imagem

28 de Abril - São Luís Maria Grignion de Montfort

Imagem
LUIS MARIA GRIGNION DE MONTFORT
1673 - 1716.
Festa: 28 de abril
"Ad Jesum Per Mariam"

28 de Abril - São Luís Maria Grignon de Montfort

Caros amigos:Não tinha nada programado.A seguir ao almoço revi os mails que tinha recebido pela manhã. Um deles tinha como título “Karol Woytila descobre o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”. O mundo em que vivemos tem muitos defeitos, mas tem certamente muitas vantagens. Já tinha ouvido falar, no Tratado, fiquei curioso pelo que uma “testemunha“ diz acerca do mesmo e em menos de dez minutos, usando a Internet, recolhi alguns factos da vida de S. Luís Maria Grignon de Monfort, cujo dia se celebra hoje.Durante o fim de semana, o Movimento Comunhão e Libertação a que pertenço, realizou em todo o mundo os Exercícios Espirituais anuais sob o título: “A vitória que vence o mundo: A nossa fé!”Num mundo sem esperança, este anúncio de vitória é proclamado pelo testemunho de tantos que antes de nós e perante nós afirmaram com o seu exemplo, com a sua vida e muitas vezes com o seu sacrifício um horizonte para onde olhar, uma certeza brilhante que nos orienta e conforta. É um dos…

S. Luís Maria Grignon de Monfort (1673-1716)

Nasceu em 1673 na aldeia de Montfort, em França. Foi educado no colégio da Companhia de Jesus de Rennes e ordenado padre em 1700. Fundou uma congregação de sacerdotes, a "Companhia de Maria", para o ministério de missões populares, e uma congregação feminina, as "Filhas da Sabedoria".

Foi um missionário infatigável e abnegado que, com missão recebida directamente do Papa, evangelizou a Bretanha e diversas regiões de França ao longo de muitos anos, tendo sofrido inúmeras perseguições, instigadas pelo espírito jansenista que nessa época se tinha infiltrado não só entre os fiéis como entre o clero e até na hierarquia da Igreja de França.

A característica que mais o distinguiu na sua pregação e marca a sua espiritualidade foi a devoção à Virgem Santíssima, com modalidades tão pessoais que fazem dele um caso sem igual na espiritualidade mariana de todos os tempos.

Morreu santamente em 1716. Foi beatificado por Leão XIII e canonizado por Pio XII.
É de sua autoria o Tratado d…

O Fantasma da fome global, JCdasNeves, DN, 080428

O FANTASMA DA FOME GLOBALJoão César das Neves
professor universitário
naohaalmocosgratis@fcee.ucp.pt
A subida mundial dos preços alimentares é um tema dramático. Os jornais trazem previsões aterradoras e notícias de revoltas populares contra o preço da comida. Regressam os medos de fome global, 200 anos após Malthus. Para lá das vulgarizações mediáticas, as médias mensais mundiais publicadas pelo FMI (www.imf.org/external/np/res/commod /index.asp) mantêm-se preocupantes.

Desde o início de 2007 até ao mês passado o preço do trigo aumentou 124%, o do arroz 85% e o do milho 41%. A subida não é só de cereais, porque o azeite aumentou 90%, óleos de soja e de palma 108%, banana 61%, laranja 54%, cacau 56% e café 52%. A energia também está muito cara, com o carvão a subir 140% e o petróleo 90%, como os metais: chumbo 81%, ferro 66%, cobre 48%.

Curiosamente, os preços que mais caíram são alimentares: carnes de vaca e porco desceram 10%, a média do peixe 7%, camarão 15% e o chá 1%. Mas as subidas s…

A natureza e os homens, Manuel Azinhal, "O Almonda", Abril 2008

A natureza e os homens
(Artigo publicado no semanário regionalista "O Almonda", de Torres Novas)
Em certa passagem Jean Jacques Rousseau descreve o seu êxtase perante a natureza. Como é belo passear pelos campos, diz ele, observar as perdizes a voar graciosamente, pousando de árvore em árvore ...Como sabe quem já viu, as perdizes não pousam nas árvores, e pouco voam. Na verdade são aves nada dotadas para o voo, deslocam-se normalmente andando, pé no chão, e só levantam voo quando acossadas por alguma ameaça; e mesmo nessa altura não são capazes senão de um voo desengraçado e de curto alcance, voltando a pousar no chão um pouco mais adiante.Rousseau não podia saber isso, porque certamente nunca viu perdizes a não ser no prato, onde a ave em causa sempre gozou de justo prestígio. E saiu-lhe essa tirada porque provavelmente conhecia das suas utilizações decorativas as penas de perdiz, desde há muito apreciadas pela sua beleza por pintores e chapeleiros.O filósofo genebrino, como …

Mudanças na América, João Carlos Espada, Expresso, 080426

Mudanças na América
jcespada@netcabo.pt

Talvez a grande notícia desta semana tenha vindo das reacções maciças contra as declarações do senador Obama acerca da vida nas pequenas cidades americanas

Talvez a grande notícia desta semana não tenha sido a vitória da senadora Clinton na Pensilvânia. Só o futuro dirá se estas foram boas notícias para os democratas ou se não terão sido melhores notícias para os republicanos. O senador McCain continua a somar pontos nas sondagens.
Talvez a grande notícia, como observou Daniel Henninger no ‘Wall Street Journal’, tenha vindo das reacções maciças contra as declarações do senador Obama acerca da vida nas pequenas cidades americanas. Ele tinha dito, a uma audiência de esquerda em S. Francisco, que a perda de empregos gerava amargura e levava os trabalhadores a virarem-se para a religião. Os protestos soaram por toda a América, começando pela senadora Clinton.
“A fé - explicou Hillary Clinton - é tudo o que dá sentido à vida e ao seu propósito como seres…

O massacre dos cristãos-novos, Pedro Picoito, Cartas ao Director, Publico, 080426

O massacre dos cristãos-novos
A última crónica de Rui Tavares, sobre a inauguração do monumento em memória do massacre dos cristãos-novos de Lisboa em 1506, continha três imprecisões históricas na seguinte frase: "Foi o pior momento da história da Lisboa portuguesa (talvez apenas superado pela própria conquista da cidade, quando os cruzados passaram a fio de espada muçulmanos, judeus e cristãos que viviam dentro da cerca moura)."Não contesto a justiça da homenagem, embora dispense o paternalismo de quem se sente capaz de decidir quais foram os melhores e os piores momentos da história de Lisboa - ou outra qualquer. O que contesto seguramente é que se possa corrigir os erros do passado escrevendo erros sobre o passado.Em primeiro lugar, nem as fontes islâmicas nem as cristãs nos dão conta da presença de judeus em Lisboa em 1147, ainda que essa presença seja muito provável. Como lembra a historiadora Maria José Ferro, só no reinado de D. Afonso III as fontes nos permitem afirma…

Atordoados em frente a um ecrã de televisão, JMFernandes, Publico, 080426

Atordoados em frente a um ecrã de televisão
26.04.2008, José Manuel Fernandes
Falou-se da culpa dos políticos e da culpa da escola no afastamento dos jovens da vida política e da vida cívica. Mas também é importante falar do papel da comunicação social
Os jovens sabem pouco sobre o 25 de Abril. Sabem pouco sobre a actualidade política. Como sabem pouco sobre história portuguesa, contemporânea ou antiga. Como infelizmente sabem pouco sobre muitos outros temas. Mas não só os jovens. Se o nível de ignorância sobre as respostas correctas às três perguntas colocadas no inquérito encomendado pela Presidência da República foi maior nas faixas etárias mais baixas, não deixou de ser anormalmente elevada considerando o conjunto da população. Um terço dos inquiridos não souberam responder à questão mais simples, isto é, não sabiam que o PS governa com o apoio de uma maioria absoluta de deputados. Apesar de a percentagem de ignorância descer entre os que têm mais de 30 anos, mesmo assim situou-se se…

Conferência do Prof. Weiler na Faculdade de Direito da UCP: Nous ne coalisons pas des hommes, nous unissons des États

A Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa (Escola de Lisboa) tem o gosto de convidar para uma conferência com o Prof. J. H. H. Weiler (Jean Monnet Chair na New York University e Professor Convidado na UCP).
A intervenção do Prof. Weiler tem o título "Nous ne coalisons pas des hommes, nous unissons des États: On the Tension between Values and Virtues in the European Construct".
A sessão, integrada no Ciclo de Conferências em Direito Transnacional, será moderada pelo Prof. Rui deMoura Ramos, Presidente do Tribunal Constitucional.
Após a conferência, o Prof. Weiler autografará o seu livro «Uma Europa Cristã: contributo para uma reflexão sobre a identidade europeia» (Principia, 2003).
A conferência decorre no próximo dia 5 de Maio, entre as 18:30 e as 20:00. A entrada é livre.
Para participar, é apenas necessário confirmar a presença enviando um e-mail para fpaiva@fd.lisboa.ucp.pt.

Só a cigarra, JCdasNeves, Destak, 080424

Só a cigarra

24 | 04 | 2008 08.57H Um dia uma cigarra cantarolava no caminho quando encontrou uma formiga que trabalhava muito atarefada. Perante o espanto da outra, a formiga explicou que o Inverno se aproximava e era preciso recolher comida. A cigarra riu-se e continuou o seu caminho a cantar.Tal como a formiga dissera, daí a umas semanas começou o vento e a chuva. Mas essa foi a sua única previsão que acertou, porque era boa meteorologista mas não percebia nada de política. Como tinham subido os impostos, o Estado levou a maior parte da comida armazenada. Isso, aliás, foi tudo o que se aproveitou porque logo a seguir houve uma inspecção ao armazém da formiga. Como as condições de etiquetagem não eram as adequadas, foi tudo queimado pelos fiscais em defesa dos consumidores.Entretanto a cigarra, que estivera o ano inteiro de barriga cheia com um subsídio a fundo perdido do Programa de Apoio às Artes do Ministério da Cultura, como pertencia ao partido do Governo conseguiu u…

Sexualidade Conjugal e Paternidade Responsável

Imagem
Sexualidade Conjugal e Paternidade Responsável - Apresentação do livro no Auditório da Maternidade Alfredo da Costa, às 18:30 do dia 29 de Abril

Divórcio e protecção dos mais fracos, Pedro Vaz Patto

DIVÓRCIO E PROTECÇÃO DOS MAIS FRACOSA apresentação do projecto de lei do Partido Socialista que introduz alterações à legislação sobre o divórcio tem dado enfoque mais a aspectos desse Projecto relativos à protecção das pessoas que possam ser prejudicadas com o divórcio, do cônjuge economicamente mais débil ou dos filhos, do que aos aspectos que representam sinais de facilitismo e que, consequentemente, se poderão traduzir em incremento do divórcio.Importa desmascarar a distorção que pode resultar deste enfoque. Os danos que do divórcio resultam para o cônjuge mais “fraco” e, sobretudo, para os filhos, nunca são completamente afastados em qualquer sistema de protecção, podem ser reduzidos, mas nunca anulados. É natural que um regime que facilita o divórcio, quanto mais não seja pela mensagem cultural que veicula, acabe por o incrementar. E esse incremento há-de conduzir necessariamente à desprotecção dos mais fracos. Parece ser uma evidência: com o aumento do divórcio há cada vez mais…

Nova lei do divórcio? Cidadania-Família-Casamento

Imagem
Nova lei do divórcio? Cidadania-Família-Casamento
Auditório Cardeal Medeiros, Universidade Católica, 29 de Abril de 2008, 19:30

Família, Afectos e Deveres, Pedro Vaz Patto

FAMÍLIA, AFECTOS E DEVERES

O Partido Socialista apresentou na Assembleia da República um Projecto de Lei que altera significativamente os princípios que norteiam o regime jurídico-civil do casamento e do divórcio. Não vai tão longe, esse Projecto, como um outro apresentado (e já rejeitado) pelo Bloco de Esquerda, que instituía o chamado divórcio a pedido, isto é, a possibilidade de qualquer dos cônjuges requerer o divórcio a todo o tempo, contra a vontade do outro, independentemente dos motivos e mesmo que tenha sido ele a violar (mais ou menos gravemente) os deveres conjugais. No entanto, ao reduzir para um ano (um prazo que começou por estar fixado nos seis anos e, segundo a lei vigente, é actualmente de três) a duração da separação de facto que pode ser condição única desse divórcio unilateral, não se afasta muito, no seu princípio e nas suas consequências, de um sistema de divórcio a pedido. Por outro lado, elimina-se o instituto do divórcio litigioso e a necessidade de…

Para quando o início da libertacao, Tiago Maymone, Tribuna do Leitor, Publico 080421

Transcrevo aqui uma carta que um amigo meu enviou (e foi publicada) ao Público na passada segunda-feira, porque é um bom exemplo de que se nos dermos ao trabalho de escrever para os jornais com frequência, ocasionalmente seremos uma voz que se levanta contra um ambiente opressivo que a pouco e pouco nos vai cercando. Obrigado do Tiago pelo seu exemplo e que sirva de estimulo para muitos mais.Tribuna do Leitor
21.04.2008Para quando o início da libertação?
Lisboa, cinco da tarde, chove torrencialmente. Na Avenida do Brasil, num dos poucos parques de estacionamento gratuitos, dois agentes da Polícia Municipal, dentro de uma carrinha, digitam diligentemente nos seus portáteis. O cenário em redor é de gritos: pelo menos dez automóveis com as rodas bloqueadas, multados. Como já não há espaço no alcatrão, estacionaram em cima dos passeios. Não estão a estorvar o trânsito, nem sequer os peões, porque os passeios são largos. Chove a potes, Lisboa num caos, e estes senhores polícias a facilitar a…

Milhares de pessoas no funeral do cónego Melo, DN080422

Consulte a Agenda do Povo em: http://o-povo.blogspot.com/Caros amigos:Quereria que lessem a notícia abaixo antes de saberem o que tenho para vos dizer. É difícil gerir aquilo que merece ser levado ao conhecimento de muita gente sem se tornar aborrecimento e invasão de privacidade. A minha reacção à morte do cónego Melo foi a de rezar pela sua alma e, sem possibilidade de fazer outro tipo de juízo fundamentado, apoiar-me naquilo que a Igreja, particularmente a arquidiocese de Braga, sente dever dizer sobre este seu membro, que, como a notícia diz, foi uma figura controversa da sociedade portuguesa. Tendo sido contemporâneo dos acontecimentos que tornam controversa a figura do “cónego Melo” e não o conhecendo pessoalmente,, sempre tive tendência para simpatizar com a sua figura, talvez por antagonismo com o que dele se dizia nos jornais. Se lerem a notícia abaixo ficarão a saber que milhares de pessoas se associaram à homenagem que usualmente se faz a cada um de nós quando morre; que a …

Milhares no adeus ao Cónego Melo, Ecclesia, 080422

A celebração das exéquias de Mons. Eduardo Melo Peixoto, presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga, aconteceu esta Segunda-feira às 16horas, finda a qual o corpo do Cón. Melo foi a sepultar em jazigo de família no cemitério de Monte de Arcos (Braga).
Foram muitos os presentes que quiseram prestar uma última homenagem, o que fez com que a Sé de Braga fosse demasiado pequena para acolher todos os fiéis nesta cerimónia, que contou com a presença de 400 padres, Bispos de várias dioceses, incluindo o Cardeal madrileno Rouco Varela, o secretário de Estado das Comunidades, António Braga, vários presidentes de Câmaras Municipais e o plantel da equipa profissional de futebol do Sporting Clube de Braga.
Na sua homilia, D. Jorge Ortiga, também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, sublinhou que este não era momento para elogios fúnebres, mas de homenagem à memória do falecido.

“Eu quero que estas minhas palavras sejam em tom de memória deste grande homem …

Viagem do Papa aos Estados Unidos

Morreu o cardeal Alfonso López Trujillo

Imagem
Presidente do Conselho Pontíficio para a Família

O telegrama que o Papa Bento XVI enviou à família é também um testemunho reconhecido de quem acompanhou de perto a vocação do Cardeal




SENHOR ANÍBAL LÓPEZ TRUJILLOPIAZZA S. CALISTO, 1600153 ROMAAO RECEBER A TRISTE NOTÍCIA DO FALECIMENTO DO QUERIDO CARDEAL ALFONSO LÓPEZ TRUJILLO, PRESIDENTE DO CONSELHO PONTIFÍCIO PARA A FAMÍLIA, QUERO EXPRESSAR-LHE MINHAS MAIS SENTIDAS CONDOLÊNCIAS, AO SENHOR, A SEUS IRMÃOS FLÁVIO E ASDRÚBAL, ASSIM COMO A TODOS OS SEUS FAMILIARES. NESTES DOLOROSOS MOMENTOS, EU ME SINTO MUITO PRÓXIMO DE TODOS VOCÊS E PEÇO A DEUS, POR INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA DE CHIQUINQUIRÁ, QUE CONCEDA O ETERNO DESCANSO A ESTE INFATIGÁVEL PASTOR, TÃO GENEROSAMENTE ENTREGUE AO SERVIÇO DA IGREJA E DO EVANGELHO DA VIDA.SEU TRABALHO MINISTERIAL, DESEMPENHADO COMO SACERDOTE E BISPO AUXILIAR DE BOGOTÁ, COMO ARCEBISPO DE MEDELLIN, SECRETÁRIO E PRESIDENTE DO CONSELHO EPISCOPAL LATINO-AMERICANO, PRESIDENTE DA CONFERÊNCIA EPISCOPAL DA COLÔMBIA E,…