Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2009

Uma imagem de John Gebhardt no Iraque

Imagem
Esta é uma dura história de guerra , porém toca-nos o coração...
A esposa de John Gebhaardt, Mindy, diz que toda a familia desta criança foi executada.
Os executantes pretendiam também executá-la e ainda a atingiram na cabeça...mas não conseguiram matá-la.
Ela foi tratada no Hospital de John, está a recuperar, mas ainda chora e geme muito.
As enfermeiras dizem que John é o único que consegue acalmá-la.
Assim, John passou as últimas 4 noites segurando-a ao colo na cadeira, enquanto os 2 dormiam.
A menina tem vindo a recuperar gradualmente.
Eles tornaram-se verdadeiras "estrelas" da guerra.
John representa o que o mundo ocidental gostaria de fazer.
Isto, meus amigos, vale a pena partilhar com o Mundo inteiro.Vamos a isso !
Vocês nunca vêem notícias destas na TV ou nos Media em geral.
Todos precisamos de ver que (também) existem estas realidades em que pessoas como John marcam a diferença, mesmo que seja só com uma pequena menina como esta.
Não podemos orientar o vento, mas podemos ajustar…

Os "poderes ocultos"

Público, 31.01.2009, Vasco Pulido Valente

Assisti anteontem na televisão ao que foi até agora o espectáculo mais triste da democracia portuguesa.
Falo da sessão em que o sr. primeiro-ministro declarou que estava a ser vítima de uma "campanha negra" conduzida por "poderes ocultos".
Seria penoso explicar quem (e porquê) historicamente usou esta linguagem.
Basta aqui dizer que, do século XV ao fim da II Guerra Mundial, ela esteve sempre associada ao fanatismo, ao terror e ao arbítrio.
Não acredito que Sócrates tenha tido consciência disso. Mas certas palavras não se dizem sem um certo espírito. E esse espírito inquieta. Não se diaboliza o adversário (e um dos nomes do Diabo era o Oculto) por acaso ou por lapso.
O exercício pressupõe uma profunda convicção da virtude própria e da maldade alheia; e um ódio ao "Inimigo" (outro nome do Diabo) sem regras, nem limites. Quando Sócrates denuncia os "poderes ocultos", a denúncia é por definição universal. Porque …

O casal perfeito

José António Saraiva
31 January 09 12:00 AMFonte: http://sol.sapo.pt/blogs/jas/archive/2009/01/31/O-casal-perfeito.aspx
No ano passado fiz 35 anos de casado, o que significa que quase dois terços da minha vida se passaram nesta situação. E isso confere-me naturalmente uma autoridade acrescida para falar do assunto e dar alguns conselhos aos jovens cônjuges ou àqueles que estão para casar.

Há muitos mitos e ratoeiras à volta deste assunto. Algumas das maiores confusões foram lançadas pelas feministas dos anos 60 e 70. Criticando a mulher fada do lar, considerando o trabalho doméstico uma escravatura, aconselhando as mulheres a serem completamente independentes dos maridos, incentivando-as a terem uma carreira profissional, as feministas abriram uma caixa de Pandora e introduziram nos casais os germens da discórdia.

As mulheres passaram a rebelar-se contra os maridos, recusando-se a executar certas tarefas que no passado faziam naturalmente.Fazer a comida? Porquê eu? Faz tu!Mudar a fralda a…

Assembleia Municipal de Lisboa

Expresso, 20090131João Pereira CoutinhoNinguém nega que o estado de conservação patrimonial de Lisboa já conheceu melhores dias. Em certas ruas, para não falar de bairros inteiros, Lisboa lembra Gaza, sobretudo depois da passagem do exército israelita pela Faixa. Mas talvez seja excessivo procurar geminar a capital portuguesa com a cidade palestiniana, ao contrário do que pensa a Assembleia Municipal de Lisboa. Segundo sei, a dita Assembleia resolveu aprovar uma proposta lunática do Bloco de Esquerda para o efeito. Para além do Bloco, o PC-PEV também votou a favor. E o PS, o PSD e o CDS-PP, provavelmente para não estragarem a festa, ficaram-se pela abstenção.Longe de mim vergastar a iniciativa do Bloco e o apoio dos comunistas e dos verdes. Metaforicamente falando, faz parte da natureza das coisas não desejar que uma mula se converta num cavalo. Mas o que mais impressiona nesta edificante história é a abstenção de três partidos políticos alegadamente "responsáveis". O PS, o …

Frase do dia

Dai-me almas, Senhor, com tudo o mais podereis ficar

S. João Bosco

31 de Janeiro - S. João Bosco

Imagem
don Bosco (1815-1888)
__________________ "São João Bosco é uma das figuras mais eminentes, entre os santos dos nossos dias. O bem que fez à família de Cristo na terra e com isto às almas, é extraordinário. A nota caracterítica em sua vida e em sua obra, é o zelo pelas almas. Outro interesse não conhecia, a não ser este: Ganhar almas para o céu. Este zelo o fazia exclamar:
"Dai-me almas, Senhor, com tudo o mais podereis ficar" Bento XVI no seu último encontro com a comunidade salesiana

Presidente critica nova lei do divórcio

Ecclesia, 30Jan2009
Cavaco Silva inaugura Congresso da CNIS e deixa alertas para novas formas de pobreza em Fátima

O Presidente da República abriu esta Sexta-feira os trabalhos do IV Congresso da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), em Fátima, deixando alertas para a falta de recursos destas instituições e duras críticas à nova lei do divórcio.
“Dos contactos que tenho mantido com dirigentes de instituições de solidariedade, recolho a informação de que a maioria dos casos de 'novos pobres' está associada a situações de divórcio”, revelou, na sua intervenção.
Cavaco Silva diz que, segundo os mesmos dirigentes, “esses casos tenderão a aumentar com a nova lei do divórcio aprovada pela Assembleia da República”. “Das previsíveis consequências sociais e das profundas injustiças da sua aplicação, alertei os Portugueses em devido tempo”, assinalou.
Segundo Cavaco Silva, “a nova lei do divórcio é bem o exemplo dessa incompreensão, como foi já sublinhado por inúmer…

Um imenso Freeport

Público, 20090129Helena MatosÉ preocupante que a legislação ambiental seja usada para protecção de determinados grupos económicos"Aquelas casas! Que horror!" Assim comentava, nos bastidores de um debate, alguém da área do PS a traça das casas cujos projectos José Sócrates garante ter assinado, embora os respectivos proprietários digam não ser ele o autor dos projectos. O tom desta frase estava algures num lugar indefinível entre o sarcasmo e a complacência. O sarcasmo nascia naturalmente da convicção enraizada no meu interlocutor de que os processos de licenciamento deveriam funcionar como uma espécie de comissão de bom gosto que tornasse pelo menos esteticamente inócuas as casinhas do povo. Afinal não há nada que irrite tanto as elites de cada época quanto a arquitectura popular sua contemporânea. Já a complacência resultava não tanto da atitude do meu interlocutor perante os actos e as opções de José Sócrates, mas sobretudo perante si mesmo.
O meu interlocutor era e é o que…

Novos caminhos para chegar a Deus

RR on-line, 20090204
Aura Miguel

Bento XVI elogiou o potencial extraordinário das novas tecnologias. E inaugurou – com a sua presença no YouTube - um novo modo de comunicar.
No outro dia entrei numa Igreja, alguns minutos antes de começar a missa. Olhei e vi lá à frente um amigo meu concentrado a mexer no telemóvel. Pus-me a considerar se ele não podia arranjar melhor sítio para enviar sms… Modernices dentro da Igreja, francamente!Afinal de contas, quem estava enganada era eu! O meu impulso moralista desabou quando, no final da missa, esse meu amigo me mostrou, entusiasmado, a mais recente aplicação do iphone. Tirou do bolso o seu telemóvel de última geração e mostrou-me as páginas do breviário, por onde tinha rezado vésperas, antes de a missa começar!Poucos dias depois, Bento XVI elogiou o potencial extraordinário das novas tecnologias. E inaugurou – com a sua presença no YouTube - um novo modo de comunicar!É mesmo fascinante: se nós quisermos, as novas tecnologias podem ajudar – ainda …

Frase do dia

A coisa mais bela que podemos experimentar é o mistério. É a origem de toda a verdadeira arte e ciência

Albert Einstein

Lançamento do livro "É possível viver assim?" vol II

Assine o Mensageiro do Coração de Jesus

assinaturasMensageiro
Publish at Scribd or explore others:

CARO AMIGO:
Iniciámos o ano de 2009 tratando o tema do Ecumenismo. Neste número, propomos-lhe, para
além das secções habituais, uma reflexão alargada sobre o martírio cristão, assinalando deste
modo o mês em que celebramos S. João de Brito, mártir português natural de Lisboa, canonizado
em 1947. Procuramos, assim, contribuir para o aprofundamento da cultura e vida espiritual
dos nossos leitores. Colabore connosco neste esforço, ajudando-nos a dar a conhecer a nossa
revista.
O Director do Mensageiro

Padre Dário Pedroso

Secretário da CEP comenta questão dos casamentos homossexuais (Ecclesia 27/Jan)

Imagem
Qualquer governo ou partido político tem todo o direito e autonomia para propor iniciativas que julgue mais convenientes para solucionar os problemas da sociedade, do país, para promover a justiça e a igualdade.

Parece‑me, contudo, desproporcionado que o partido do governo se fixe neste assunto dos casamentos homossexuais, quando há tantos problemas graves e gritantes na nossa sociedade actual, como seja a crise financeira e económica que está afectando gravemente as famílias e as empresas. Além do mais esta iniciativa, em vez de unir os portugueses para resolver os reais problemas do país, será seguramente um forte factor de divisão, fracturante como se diz. Dá, pois, a impressão de que se trata de uma distracção dos reais e mesmo clamorosos problemas que atingem algumas faixas sociais mais desfavorecidas.

Penso que todos nós esperamos dos partidos em geral e mais ainda do partido do governo, iniciativas que ajudem a resolver o «Inverno demográfico» por que passa a nossa sociedade, com…

Mestrado "A criança e as artes" ESEI Maria Ulrich

Temos o prazer de apresentar o Mestrado a Criança e as Artes desenvolvido pela Escola Superior Maria Ulrich:(...) A nossa Escola (…) pretendeu sempre acima de tudo formar valores humanos, com um projecto de vida a propor... a transmitir, antes de mais à infância - mas também às suas famílias e a toda a sociedade.(...)"Maria Ulrich, site:http://www.eseimu.pt/A Educação pela Arte é uma perspectiva pedagógica fundamental de há muito cultivada e que agora se desenvolve a nível académico neste Mestrado, numa época em que as próprias ciências neuronais descobrem que a organização cerebral do adulto depende do ambiente social e cultural em que a criança se desenvolveu. (Jean Pierre Changeux – Du Vrai, du Beau et du Bien, 2008, Odille Jacob)A arte é em todas as culturas um instrumento de educação, que nas suas diferentes formas apela ao que de melhor há em nós, inserindo-nos na imensa grandeza da vida e integrando a nossa visão do mundo. Liberta-nos, desinibe-nos, torna-nos capazes de co…

SOBRE PAULO E A VOZ DE DEUS

Diário de Notícias, 30 de Janeiro de 2008
Maria José Nogueira Pinto

Consta que Paulo não era um homem simpático e não foi propriamente um santo fácil. Eu, com uma cultura religiosa média, o que me vinha à cabeça era, quase só, o episódio da estrada de Damasco, a tremenda e imperativa interpelação de Deus, por ser Paulo quem era e como era, peça essencial à expansão e crescimento da Igreja. Até ao dia em que me pediram um texto sobre as cartas de São Paulo aos Coríntios e, embora ciente da minha incompetência, afoitei- -me e mergulhei na dimensão paulina. Anos depois, António-Pedro de Vasconcelos, com quem viajava para Helsínquia, numa longa conversa sobre o humano e o divino, com a prolixidade inteligente que se lhe reconhece, trouxe São Paulo à colação a propósito do livro de Teixeira de Pascoaes e da apresentação que ele próprio escrevera, na terceira edição de São Paulo. O essencial parecia ser a excepcionalidade do desígnio e a solidão que sempre o acompanha. Naquele "ai de mim…

Prémio Vasco Vilalva de 2008 atribuído ao Departamento do Património da Diocese de Beja

Fundação Calouste Gulbenkian distingue projecto exemplar na salvaguarda cultural



Prémio Vasco Vilalva de 2008 atribuído ao Departamento do Património da Diocese de Beja

O Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja foi distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian com o Prémio Vasco Vilalva para a Recuperação e Valorização do Património 2008 pelo seu contributo para a defesa da identidade cultural do Alentejo. De acordo com a Fundação Gulbenkian, a atribuição do Prémio teve em conta a “qualidade global do projecto, continuado e coerente, de levantamento, restauro e valorização do Património Cultural Religioso do Baixo Alentejo, que os membros do Júri consideraram revelar uma definição de critérios e uma metodologia de execução exemplares, em si mesmas e na sua capacidade indutora noutras regiões do país”.
Constituindo a mais importante distinção portuguesa no âmbito do património cultural, o Prémio Vasco Vilalva foi instituído pela Fundação Gulbenkian em homenagem…

Inquérito no Público

Imagem
Concorda com a legalização dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo? http://www.publico.clix.pt/ A notícia, publicada hoje no P2 do Público dá conta do resultado deste inquérito, também divulgado no Povo há 9 dias. O resultado final da votação é este, mas na notícia, não é indicado o número de participantes, sem o qual não se pode ajuizar do relevo a dar às intenções manifestadas. Cmo o resultado já não está on-line não posso saber o número exacto, mas ontem andaria perto dos 6000 participantes.

Família

DESTAK29 01 2009 07.44HJoão César das NevesO Governo aprovou a 15 de Janeiro a «Proposta de Lei que estabelece o regime jurídico aplicável à prevenção da violência doméstica e à protecção e assistência das suas vítimas». Este diploma vem na sequência do III Plano Nacional contra a Violência Doméstica (2007-2010) e de actividades como a intensa e imaginativa Campanha contra a Violência no Namoro lançada em Novembro, com uso de instrumentos técnicos inovadores, como pulseiras electrónicas. Esta é mesmo uma prioridade do Governo!Tais excelentes iniciativas, na sua exuberância e sofisticação, contrastam com o silêncio à volta do aborto. Qualquer que seja a sua causa e circunstâncias, um aborto é sempre uma das maiores violências exercidas sobre a mulher e, sobretudo, sobre o nascituro. O Governo, que a liberalizou, não inclui essa brutalidade nas questões a prevenir na violência familiar. Pelo contrário, promove a sua prática com subsídios e recomendação médica em planeamento familiar…

Casar-se ou juntar-se?

Perguntei-lhes se alguma vez tinham pensado em casar-se. Olharam para mim admirados. Então ele, com um sorriso de quem perdoa uma pergunta tão ingénua, tomou a iniciativa de responder. «Casar-se? Para quê? Já nos amamos e isso é o importante. Que sentido tem uma cerimónia exterior que não acrescentará nada ao nosso amor? Queremos um amor genuíno! Queremos um amor livre! Queremos um amor sem nenhum tipo de coacção! Este modo de actuar parece-nos muito mais sincero. Não necessitamos de nenhum tipo de ataduras. Ataduras que cortariam as asas da nossa liberdade». Ela concordava com a cabeça. Todo o raciocínio do namorado parecia lógico. Estava de acordo com ele. Não havia fissuras na sua argumentação.

À primeira vista, parece que o casamento significa uma perda de liberdade. Se uma pessoa decide casar-se, perde a capacidade de voltar a fazê-lo no futuro. Se a liberdade se entende somente como capacidade de escolha, sem dúvida que o casamento significa a perda dessa capacidade. Mas será que…

Frase do dia

O mestre na cadeira diz para todos mas não ensina a todos porque uns aprendem outros não
Padre António Vieira

28 de Janeiro - S. Tomás de Aquino

Imagem
Retratos de homens famosos. São Tomás de Aquino Joos van Ghent c. 1473-1474.Urbino. Itália. Óleo sobre tela Paris. Louvre.

Frase do dia

Três coisas são necessárias à salvação do homem: saber em que acreditar; saber o que desejar; e saber o que deve fazer

S. Tomás de Aquino

Vinde e contemplai!

Queridos Amigos

Um grande amigo nosso, após ter feito todas as diligências necessárias e ter preparado tudo para se gravar um CD, apresentou-nos a proposta, com enorme surpresa nossa. Por nós não teríamos tido esta iniciativa, pois estamos longe de ser profissionais de canto. Contudo aceitámos com a única intenção de ajudar a rezar todos aqueles que nos ouvirem.

Surgiu assim o CD "Vinde e Contemplai" que recolhe alguns cânticos que utilizamos nas nossas Eucaristias, cantados e tocados pelas Irmãs da nossa Comunidade.

Este CD não está à venda. Será solicitado ao Carmelo de S. José, só por telefone, mediante um donativo para as nossas obras, para cobrir as despesas do CD e do correio. Estarão desta forma a contribuir para ajudar as obras do nosso Carmelo.

Ficamos sempre a rezar por todos vós, para que possais fazer uma verdadeira experiência do intenso e infinito Amor de Deus nas vossas vidas. É essa a razão porque estamos aqui, e com alegria entregamos a nossa vida a Deus.

Sintam-…

QUANTAS CABALAS CABEM NUM METRO QUADRADO?

DN 090127
João Miguel Tavares
Jornalista - jmtavares@dn.ptAcho notável o tempo que em Portugal se perde a discutir o timing das notícias. Esta coisa do Freeport, estão a ver?, só existe porque estamos em ano de eleições. Apareceu em 2005. Agora aparece em 2009. Estão a ver, não estão? É mais uma cabala. Uma urdidura. Uma "campanha pessoal". É isso que José Sócrates não se tem cansado de pregar, logo secundado pelo ministro Augusto Santos Silva, que após as suas últimas intervenções merece passar a ser tratado pelo cognome de Platónico Augusto, tal é a forma como dia após dia o seu pensamento se vai confundindo com o do mestre.

Pois deixem-me que vos diga: estou-me bem nas tintas para o timing das notícias. Comove-me muito pouco que estejamos em ano de eleições. O que eu quero mesmo saber é se as notícias são verdadeiras ou se são falsas. O que eu quero é saber se o primeiro-ministro deste país esteve envolvido em trafulhices imperdoáveis. O timing? Por amor de Deus. Não sei se …

O Dia da Memória

Pe Duarte da Cunha

27 de janeiro de 1945 pode ser recordado como um dia de libertação. Mas serve sobretudo para recordar o que se passou naqueles anos. Depois de todos estes anos ainda temos de recordar o que se passou. Não só para olhar com preplexidade para o passado. De facto será sempre incompreensível como foi possível gente normal perder todas as referências morais e tratar outras pessoas como coisas sem valor, detruindo e matando pessoas como se fossem lixo. Contudo, recordar os milhões de mortos e o ódio ao povo judaico, aos ciganos e a tantos homens e mulheres de boa vontade que se recusavam a aceitar este mesmo ódio, deve fazer-nos olhar com preocupação para o presente e para o futuro, porque apesar do tanto que nos assusta, sabemos que o ódio ainda tem de ser vencido em tantas partes e que o respeito pela vida humana ainda não é considerado em todas as circunstâncias.

Não queremos que seja possível outra vez, e por isso não podemos deixar de estar atentos ao que acontece, ao…

Frase do dia

Nós somos aquilo que repetidamente fazemos. A excelência, por isso, não é um acto mas um hábito

Aristóteles

Homilia de D. Antoine Audo na Festa de Conversão de São Paulo, celebração nacional do Ano Paulino

.
Caros Irmãos no Episcopado e no Sacerdócio,
Amados Irmãos e Irmãs,

Neste Ano Paulino, que o Papa Bento XVI (dezasseis) declarou jubilar e que tem honrado com a sua catequese semanal, a nossa celebração, na festa da conversão de São Paulo e em Fátima, neste tão importante lugar de peregrinação, tem um significado muito particular. Todos nós que viemos, de perto ou de longe, a este santuário profundamente simbólico para a Igreja em Portugal e para a Igreja universal, deixemo nos tocar pela graça da conversão de São Paulo; peçamos, por intercessão de Nossa Senhora de Fátima, a graça de nos deixarmos conduzir para Cristo; e, para todas as nações em guerra, peçamos o dom da reconciliação e da paz. Que estes países transformem «as espadas em relhas de arado e as lanças em foices» (Is 2, 4,).

Estou muito reconhecido aos meus irmãos bispos de Portugal, por me terem dado a oportunidade de estar hoje no meio de vós e de presidir a esta celebração eucarística. Assim quiseram, convidando um bispo d…

A solução da bendita crise

Diário de Notícias, 20090126
João César das Neves
Professor universitário - naohaalmocosgratis@fcee.ucp.ptPortugal está em crise e regressa a habitual rapsódia do desânimo. Todos zurzem os responsáveis e lamentam que "este país" não tem emenda. Ninguém nota os enormes progressos desde anteriores recessões. Pior, as críticas são tão ociosas quanto os criticados. Afinal que aconteceu e como se cura?

A situação tem contorno definido e solução simples. Em 1985, ao entrarmos na Europa, o primeiro-ministro Cavaco Silva falava em desafios, dificuldades e pedia "deixem-nos trabalhar". Ao fim de dez anos de esforços, em 1995, os eleitores quiseram descansar e acreditaram ser possível crescer sem esforço. Realmente a segunda metade da década de 1990 viveu uma prosperidade aparentemente fácil. Muitos avisaram à época que tal só era possível com endividamento.

Esta ilusão é paralela à euforia consumista americana que tantos condenam. A nossa dívida pública externa triplicou de 12%…

Frase do dia

Tradição significa dar votos à mais obscura de todas as classes, os nossos antepassados. É a democracia dos mortos. A tradição recusa submeter-se àquela arrogante oligarquia que meramente anda por aí
G. K. Chesterton

25 de Janeiro - Conversão de S. Paulo

Imagem
A Conversão de São Paulo
1600-1601
Óleo sobre tela
225cm x 150cm
Cerasi Chapel, Santa Maria del Popolo, Roma
______________________________________
1*Saulo, entretanto, respirando sempre ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, foi ter com o Sumo Sacerdote 2*e pediu-lhe cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, se encontrasse homens e mulheres que fossem desta Via, os trouxesse algemados para Jerusalém.
3Estava a caminho e já próximo de Damasco, quando se viu subitamente envolvido por uma intensa luz vinda do Céu. 4*Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: «Saulo, Saulo, porque me persegues?» 5*Ele perguntou: «Quem és Tu, Senhor?» Respondeu: «Eu sou Jesus, a quem tu persegues. 6Ergue-te, entra na cidade e dir-te-ão o que tens a fazer.» 
7*Os seus companheiros de viagem tinham-se detido, emudecidos, ouvindo a voz, mas sem verem ninguém. 8Saulo ergueu-se do chão, mas, embora tivesse os olhos abertos, não via nada. Foi necessário levá-lo pela mão e, assim, entrou em Damasc…

Chesley B. Sullenberger

Expresso, 20090124
João Pereira Coutinho

Recebo um e-mail do meu amigo Nelson Ascher, um excelente poeta e ensaísta brasileiro, que sublinha a ironia: a presidência Bush iniciou-se verdadeiramente em 2001, quando dois aviões derrubaram as Torres Gémeas em Nova Iorque. Terminou agora, também em Nova Iorque, quando um piloto americano conseguiu aterrar de emergência em pleno rio Hudson, salvando a vida de 155 pessoas. Em 2001, o mundo começou com morte. Em 2009, terminou com vida. Na mesma cidade. Com o mesmo meio de transporte. Se me permitem o momento místico, eu diria que Deus está a enviar-nos um sinal.
Mas não é preciso invocar o divino para entender o humano: o terrorismo islâmico, que definiu a presidência Bush no melhor e no pior, ama o martírio, a destruição e a selvajaria como forma de derrotar o Ocidente infiel e idólatra; nós, lamentavelmente, somos como o capitão Chesley B. Sullenberger III: preferimos a vida e estamos dispostos a actos heróicos para a salvar. Aliás, não apena…