Pagar a colégios fica 400 euros mais barato ao Estado

DN 2012.10.26

Relatório sobre custo anual da educação por aluno defende continuidade dos contratos de associação com o ensino particular e cooperativo
4921,44 euros anuais em 2009/10, mais 399,44 euros do que os 4522 pagos pelo mesmo serviço contratado a um colégio privado com contrato de associação. Valores que, defendeu ontem a Associação de Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo (AEEP), significam que o Estado terá poupado 21 milhões de euros com estes vínculos.
Os números constam do relatório "Apuramento do Custo Médio por Aluno", do Tribunal de Contas (TdC), onde o Governo é aconselhado a melhorar e introduzir "planos oficiais de contabilidade" nas escolas mas também a "ponderar a necessidade de manutenção dos contratos de associação no âmbito da reorganização curricular".
Nestes números, que agradarão mais aos que defendem a maior eficácia destes colégios, não se considera o 1.º ciclo, porque não existe qualquer contrato de associação com privados para esse nível de ensino. Contabilizando a antiga primária, muito mais barata - 2771,97 euros -, a fatura das escolas públicas baixa para 4415 euros. Mas esse é obviamente um valor que, pelas razões descritas, não pode ser utilizado para efeitos de comparação.
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

O grande educador sexual

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos