Mudar o mundo

POVO  16.06.17

"Os santos são pessoas como nós que, pela forma como viveram a sua amizade com Jesus, mudaram o mundo à sua volta."

Pedro Aguiar Pinto  (1955-2016)


Hoje o meu pai faria 62 anos. 
Há dois anos, estávamos na alegre azáfama de celebrar os seus 60, para os quais preparei estes videos que hoje tenho muito gosto em partilhar convosco. Na preparação da festa e destes video estava sempre presente o seu exemplo naquilo que eu identifico como 1) capacidade de síntese, (2) fazer o melhor com o que há e (3) partilhá-lo com todos.
Hoje é dia de gratidão. Dizer obrigado, como o pai nos ensinou, deixa-nos obrigados a retribuir. Nunca antes em 15 anos de história do POVO, se sentiu alguma obrigação em retribuir ou contribuir. O que ele fazia, fazia gratuitamente e isso “é da ordem da Graça”. Hoje enquanto continuo o seu trabalho lembro-me muitas vezes do exemplo de gratuidade que deu no discurso da sua festa de 60 anos. Num famoso diálogo, um milionário americano diz à Madre Teresa de Calcutá, quando a vê tratar um velho sem abrigo: - “Nem por um milhão de dólares seria capaz de tratar esse velho”. Ao que a Madre Teresa respondeu: “Eu também não! Só mesmo por amor”. E lembro-me com ternura do sms que me enviou a agradecer o trabalho de organização da festa, ao qual eu respondi: - "Não o faria nem por um milhão de dólares!"
A gratuidade do pai em fazer o POVO, mudou a minha maneira de fazer as coisas. 
É o que basta para mudar o mundo. 
A Madre Teresa sabia-o e o meu pai também. 

Inês Aguiar Pinto Dias da Silva
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos

Gomes-Pedro: “A mãe não precisa de descansar e dormir, precisa é de namorar com o seu bebé”